Bursite Trocantérica

Conceito

Do latim bursa (pequena bolsa), os anatomistas do século 18 utilizaram este termo para designar pequenas quantidades de fluídos ensacados entre os tendões e o osso. A função destas “bolsas” seria diminuir o atrito entre tendões e músculos sobre proeminências ósseas. Existem, no mínimo, 13 bursas constantemente presentes na região do quadril, mas as de maior interesse de estudo são 3: trocantérica, iliopectínea e isquioglútea.

bursite_pic

Diagnóstico

A bursa esta sujeita a todo tipo de condição inflamatória que afeta as articulações sinoviais verdadeiras, como artrite reumatóide, gota, infecção e inflamação pós-traumática. A bursite trocantérica é a mais importante clinicamente, e normalmente uma das maiores causas de dor e inflamação na região do quadril.
Existem 3 bursas trocantéricas; a maior e mais importante localiza-se entre o glúteo máximo e o tendão do glúteo médio. A apresentação clínica dos sintomas é variável, mas em geral descreve uma dor contínua, localizada e profunda, que pode piorar com a posição e a atividade do paciente. Normalmente, a dor piora a noite e o paciente tem dificuldade para dormir. Esta é uma patologia que acomete freqüentemente os idosos e, o lugar comum de localização da dor é atrás e posterior ao grande trocânter, e uma pressão firme sobre o local desencadeia um intensodesconforto, auxiliando o diagnóstico.

Os exames radiológicos são negativos; entretanto, algumas vezes podem identificar a presença de calcificações. A ecografia e a ressonância nuclear magnética são os exames que podem demonstrar a presença da bursite trocantérica e em casos crônicos, a tendinose.

Tratamento

O tratamento para a bursite trocantérica localizada pode envolver a injeção de uma mistura de corticóide com anestésico local. O anestésico local ajuda a diferenciar a patologia de outros problemas. O uso de antiinflamatórios também pode estar indicado. Na grande maioria dos casos a realização de fisioterapia, que muitas vezes pode ser associada com a acupuntura. Nos casos de bursite crônica refrataria ao tratamento conservador, o tratamento cirúrgico pode estar indicado.